Branca dos Mortos


Aguardando meu livro "Branca dos Mortos"da Nerdbooks, já preparei um marcador de página.

SPOILERS - Batman - O Cavaleiro das trevas ressurge



Finalmente estreiou o tão aguardado filme que encerra em uma trilogia a história do maior herói dos cinemas adaptado dos quadrinhos (enfatizando, adaptado dos quadrinhos).





Cristopher Nolan deu início a épica jornada do Cruzado Embuçado em 2005 com Batman Begins, contando a trágica origem do herói. Aclamado pelos leitores de quadrinhos por humanizar o homem-morcego, Nolan não só o reinventou para o cinema como também soube respeitar fielmente cada personagem dando o peso necessário na história. O treinamento com Ra's al Ghul, os sábios conselhos de Alfred, o pulso firme do incorruptível Gordon, Lucius e seus Batgadets, a enigmática loucura do Dr. Crane - O espantalho. 





Um filme que juntou fantasia e realidade com um peso dramático nas interpretações em diálogos profundos. É comum ouvir agora: Vingadores é pra criança, Batman é pra adultos.

Em seguida Nolan surpreendeu novamente com Cavaleiro das Trevas, com um clima mais pesado, a película apresentou o vilão coringa, interpretado brilhantemente por Heath Ledger que roubou a cena e se entregou fatalmente ao papel. O filme consolidou a franquia e mais uma vez agradou os fãs e criou uma legião de novos.




Eis que estréia em 2012, O Cavaleiro da Trevas Ressurge, o filme encerra a direção de Nolan na franquia de longas do morcego. Apesar da tragédia ocasionada por um louco em busca de fama, o filme consegue se manter forte nas bilheterias.


Mais uma vez com um elenco de peso, Nolan segue firme como manteve nos outros filmes, apresentando desta vez o vilão Bane, que pode não ser muito conhecido por quem não acompanha os quadrinhos, mas foi na verdade o único que conseguiu derratar Batman com um plano brilhantemente arquitetado.




Não gostei do filme

Até o momento em que Nolan tenta fazer um lamentável Plot Twist o filme segue muito bem, eu diria que fechava com chave de ouro. Porém...




ALERTA DE SPOILER

Durante o filme a origem e convicção de Bane segue fielmente, respeitando tudo o que faz sentido pra existência do personagem. Nascendo e crescendo na prisão, Bane aprendeu a odiar Batman, arquitetou um plano fantástico para a Queda do Morcego e fez o que nem o Coringa conseguiu, derrotar Batman, até aí tudo bem, um grande filme.

Daí então esmerdalhaça tudo, na verdade quem nasceu cresceu na prisão foi Talia al Ghul, filha de Ra's al Ghul que disfarçada de Miranda Tate se aproxima de Bruce Wayne para vingar a morte do pai e continuar com seus planos de destruir Gothan.




Mas e Bane, onde fica?
Mais uma vez como foi feito naquele horrível filme do Joe Schumacher, Batman e Robin, Nolan coloca Bane como um capanga de um vilão menor. Bane, a mente criminosa mais cruel e insana, nascido e criado no inferno, com objetividade e convicção de destruir o homem-morcego, subjugado e rebaixado a capanga.




Com certeza muita gente vai adorar o filme, vai dizer que fechou bem a trilogia. Concordo até certo ponto, mas não consigo conter minha frustração e devo admitir que estava um pouco empolgado, foi um balde de água fria. Fazendo um comparação tosca com o que ocorreu com Bane, é como se, por exemplo, o Frodo do Senhor dos anéis fosse um elfo e não um Robbit.




Aliás falando em Robbit me lembrei do Robin, que droga.


vídeo produzido por fãs - Como seria se Robin da década de 60 estivesse na trilogia do Nolan


Não gostei do filme, fica aqui minha opinião de merda.




Acho o Feira da Fruta melhor.